Quem Somos – A Voz das Comunidades

Quem Somos

É DA PERIFERIA DE MANAUS A PRIMEIRA RÁDIO COMUNITÁRIA LEGALIZADA NO BRASIL

A emissora surgiu de lutas dos comunitários e já conseguiu várias melhorias nas condições sociais dos bairros que atinge. O sinal chega ha várias localidades das zonas leste e norte da cidade.

Manaus – Em 1995 o Brasil descobriu as rádios comunitárias, no formato de rádios livres. Atualmente existe um grande número de emissoras desse tipo. Os números são controversos: para uns 5.5002, para outros 7.000, mas existem estimativas que falam na existência de 10.000 emissoras no país. Elas ousaram iniciar a “reforma agrária no ar”, enquanto no Parlamento se discutia propostas de leis para a radiodifusão de baixa potência, com visível atraso em relação as demandas sociais para o setor.
Tratava-se de algo inédito na história do país, não enquanto experiência de rádio livre, cujo pioneirismo remonta o início da década de setenta, mas pela elevado número de emissoras demonstrando uma disposição de ocupar as ondas, numa aberta contestação ao controle exclusivo dos meios de comunicação de massa.

A primeira legal do Brasil

Em 1996 as comunidades dos Bairros Amazonino Mendes 1 e 2, Conj. Amadeu Botelho, N.S. Fátima 1 e 2, , Novo Aleixo 1, 2, e 3, Cidade nova 1, 2, 3 e 5, e outros…, se organizaram e deram vida ao MOVIMENTO COMUNITÀRIO PELA CIDADANIA – (MOCOCI).

Logo o MOCOCI mobilizou-se para ter uma instalação de rádio-difusão, com as finalidades: levar aos menos favorecidos, incentivando-os na luta por seus direitos, oferecer espaços para a comunidades e associações divulgarem suas atividades, estimular, especialmente através da música, o lazer, o convívio social dentro da cultura Amazônica, prestar serviço de utilidade pública, para que sejam atendidas as necessidades da população.
E quem mais lutou para legalizar a Rádio foi o Pe. Luiz Giuliani, a alma da iniciativa, realizou diversas viagens a Brasília, junto ao Ministério das Comunicações, e conseguiu a concessãoDecreto Legislativo 001/2001.
Trata-se da primeira concessão cedida a uma rádio comunitária no Brasil.A Rádio comunitária A Voz Das Comunidades, começou oficialmente aos 15 de julho de 2001, em 87,9 FM. Logo se destacou por conscientizar sobre direitos e deveres, por trazer a público os problemas de violências e injustiças e por dar voz e vez as comunidades, aos oprimidos, excluídos, injustiçados das classes populares, das zonas Norte e Leste de Manaus.
Ela faz uma informação real denunciando os interesses da classe opressora, neoliberal e globalizante. A Rádio nasceu pela iniciativa da igreja católica, mas não é confessional, não faz distinção de credo religioso, tampouco faz distinção de etnia, condição social, credo político. Não admite proselitismo nem propaganda de partidos.
A Rádio possui um bom alcance: pode ser sintonizada em nas abrangências das zonas Norte e Leste de Manaus É uma Rádio sem fins lucrativos que sobrevive de doações, apoios culturais e voluntariado. A Rádio já cobriu as lutas pelo transportes, água, saúde, ecologia, desarmamento, conselho tutelar, solidariedades nas enchentes, denuncias de violência contra a mulher, melhorias para o bairro, etc…

Endereço: rua 36 quadra 58 nº 68 bairro Amazonino Mendes – Mutirão. Telefone: 3641-3498.

Em todo o país ainda há vários casos de concessões de rádios comunitárias que são abocanhadas por políticos, que usam o poder da comunicação em benefício próprio e principalmente em períodos pré-eleitorais.

ENTIDADE JURÍDICA: MOVIMENTO COMUNITÁRIO PELA CIDADANIA – MOCOCI